La Bastille

Muitas pessoas pensam que a culinária francesa é sempre servida em algum local sofisticado e caro, mas na La Bastille Crêperie, Pâtisserie e Chocolaterie os clientes encontram várias delícias à preços acessíveis e com ambiente charmoso e acolhedor.

la_bastille_pratos
Alguns dos pratos: crepes, chocolates e doces (Crédito: La Bastille)

As chapas, onde os crepes são feitos, estão posicionadas logo na entrada da La Bastille, de frente para a Rua Paraíba, na Savassi, e chamam a atenção de quem passa por ali, devido ao delicioso cheirinho das massas. São seis sabores de crepes salgados e três doces (preços entre R$12,00 e R$20,00), e os clientes podem comê-los no local ou levá-los para viagem. Ainda há a possibilidade de alterar algum ingrediente ou acrescentar alface e tomate (R$3,00) e ovo frito (R$3,50).

la_bastille_chapa_crepe
Guy Ferchouli, um dos sócios da La Bastille
la_bastille_chapa_crepe
Chapas para confecção dos crepes

Já experimentamos os crepes salgados Parisienne (Presunto e Queijo Gruyère – R$14,00), Ly Lyonnaise (Frango com Molho Branco, Champignons e Queijo Gruyere – R$20,00) e o L’Orleanaise (Presunto ou Peito de Peru, Champignons e Queijo Gruyere – R$18,00). Eles foram servidos com bastante recheio, fechados ao modo francês e estavam muito saborosos! Quanto às opções doces, pedimos o Gourmande (Nutella com Morango ou Nutella com Banana – R$14,00).

la_bastille_crepe
Crepe Parisienne
la_bastille_crepe
Crepe Ly Lyonnaise
la_bastille_crepe
Crepe L’Orleanaise
la_bastille_crepe_gourmande
Crepe Gourmande

A La Bastille serve ainda o Croque Monsieur (R$18,00), o “misto quente francês”, além de várias opções de doces e chocolates expostos em dois balcões. Nós escolhemos o Crêeme Brulée (R$14,00), Macaroon (R$4,00) e o Verrines (Brownie com mousse de chocolate meio amargo, ao leite ou branco – R$12,00). Além destes, tem também bombom recheado (R$3,00), Tablete (Chocolate meio amargo com avelã e frutas secas – a partir de R$17,00), 1000 feuilles (Massa folhada com creme de baunilha – R$15,00), entre outros. Fica até difícil escolher qual experimentar.

la_bastille_creme_brulee
Crême Brulée
la_bastille_macaroon
Macaroon de Morango
la_bastille_verrine
Verrine de chocolate meio amargo
la_bastille_doces
Macaroons, chocolates e café (Crédito: La Bastille)
la_bastille_doces
Tarte Citron (Crédito: La Bastille)
la_bastille_chocolates
Chocolates expostos no balcão
la_bastille_doces
Balcão de doces

Para beber, pedimos Suco Natural de Morango (R$6,00) e Limonada Suíça (R$6,00). No cardápio ainda tem Água Mineral (R$3,50), Refrigerante (R$5,00), Suco Lata (R$6,000), Cerveja Long Neck (R$6,00) e Café Expresso (R$4,50).

O cardápio está exposto de uma forma diferente na La Bastille. Nas primeiras páginas de livros em francês é onde os clientes encontram as descrições dos pratos, além de algumas perguntas sobre a história e a cultura da França. Achei bem original e interessante.

Por falar em livros, o Guy Ferchouli, um dos sócios da La Bastille, possui vários exemplares de livros franceses em seu acervo pessoal, e resolveu compartilhar seu gosto pela literatura com os demais frequentadores do estabelecimento, num esquema parecido com uma biblioteca. Os clientes podem levar os livros para casa e devolvê-los após alguns dias. Além disso, frequentemente a La Bastille promove eventos para conversação em Francês com a presença de uma professora. Iniciativas assim são boas oportunidades para se familiarizar ou recordar o idioma e os sabores da França.

la_bastille_cardapio
Cardápio da La Bastille nas primeiras páginas de um livro
la_bastille_livros
Livros em francês

Nós conhecemos o Guy Ferchouli no ano passado, ele possuía uma outra creperia (La Tour Creperie). Quando soubemos que a antiga havia sido fechada, e que em breve a La Bastille seria inaugurada, não tivemos dúvidas de que deveríamos ir conhecer também. Tanto o Guy quanto o Florian Laroche, os sócios, são franceses e moram há alguns anos no Brasil. São eles mesmos que atendem aos clientes, com muita simpatia.

la_bastille_la_tour_creperie
La Tour Creperie, negócio anterior do Guy Ferchouli

O interior da La Bastille não é grande e sobre cada mesa há um “abajur” feito com uma taça, vela e jornal. Apesar de simples, ficou muito charmoso e é boa ideia para reproduzir em casa.

la_bastille_decoracao
Detalhes da decoração e chapas para os crepes ao fundo
la_bastille_abajur
Abajur feito com taça, vela e jornal

Se você gosta de crepes, doces e chocolates, precisa conhecer a La Bastille.

 A La Bastille está localizada na Rua Paraíba, 1278, Savassi.

INFORMAÇÕES ÚTEIS – LA BASTILLE

A La Bastille recebe os clientes de segunda a sábado das 10h00 às 22h00.

Aceita pagamentos em dinheiro, cartões de crédito e débito.

Conexão wi-fi para clientes.

Toalete unissex no andar superior.

Não possui acessibilidade PNE.

Promoções divulgadas no Instagram.

Telefone para contato: (31) 3646-3863.

Entregas delivery pelo Pedidos Já e Ifood.

A La Bastille é um dos participantes do Chefs Club, um clube de gastronomia com descontos em vários restaurantes do Brasil. Clique aqui para fazer a assinatura anual do Chefs Club com 10% de desconto.

Fomos durante a semana, na parte da tarde, e tivemos dificuldade para estacionar. Encontramos vaga na Rua Tomé de Souza.

Para quem for por meio de ônibus do transporte público, os Pontos de Embarque e Desembarque mais próximos são:

Av. Getúlio Vargas, 1190 – Linhas: 1170, 2151, 5031 e SC02A.

Av. Getúlio Vargas, 1287 – Linhas: 1170, 2151, 9250 e SC02B.

Av. Cristóvão Colombo, 104 – Linhas: 2104, 8001A, 8102, 8106, 9105 e 9106.

Av. Cristóvão Colombo, 135 – Linhas: 2101, 2103, 2150, 2152, 4034, 4111, 8102, 9105 e 9106.

Av. Cristóvão Colombo, 336 – Linhas: 2101, 2103, 2152, 4034, 4111, 5031, 5106, 6030, SC04A.

Av. Cristóvão Colombo, 287 – Linhas: 2104, 4106, 5106, 8001A, 8106, 8107 9250 e SC04B.

*Clique nos endereços para ver as linhas, horários e itinerários.

 

*OBS 1: Visitamos a La Bastille, pela última vez, em fevereiro de 2018. O cardápio, os valores e os horários de funcionamento estão sujeitos a alterações.

*OBS 2: Agradeço à equipe da La Bastille pela colaboração para a escrita do post.

 



Juliana Soares

Meu nome é Juliana e muitos me chamam de Juju ou Ju. Tenho 27 anos e moro em Belo Horizonte. Sou formada em Engenharia Civil, mas ainda não exerço a profissão. Apesar de eu ter escolhido a área de exatas, me destacava na faculdade nos momentos em que era preciso escrever textos. Gosto de conhecer lugares novos, experimentar novos pratos e sensações.

Comente!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.